Próstata

Página Principal / Urologia / Próstata

Próstata

PróstataA próstata é uma glândula exócrina que faz parte do sistema reprodutor masculino. A função da próstata humana é produzir e armazenar um fluido incolor e ligeiramente alcalino (pH 7.29) que constitui 10-30% do volume do fluido seminal, que juntamente com os espermatozoides, constitui o sêmen. As principais doenças que atingem a próstata são a hiperplasia prostática benigna, a prostatite e o câncer de próstata.




 

Tumor


O Câncer de próstata ocorre quando as células da próstata sofrem mutações e começam a se multiplicar sem controle. Estas células podem se espalhar (metástase) a partir da próstata em direção a outras partes do corpo, especialmente ossos e linfonodos.
O câncer de próstata é assintomático em sua fase inicial e ao evoluir pode causar dor, dificuldade em urinar, sangramento pela urina e outros sintomas. As taxas de incidência deste tipo de doença variam amplamente no mundo: o câncer é menos comum no sul e leste da Ásia e mais comum na Europa e Estados Unidos.
É o tipo de câncer mais comum em homens e a segunda maior causa de mortes masculinas por câncer, atrás somente do câncer do câncer de pele (dados do INCA). Este tipo de câncer se desenvolve mais frequentemente em homens acima dos 50 anos de idade. Ocorre somente em homens, já que a próstata é uma glândula exclusiva deste sexo. Muitos fatores, incluindo genética e dieta, têm sido relacionados ao desenvolvimento do câncer de próstata.
O câncer de próstata é descoberto através de exame físico e/ou por monitoração dos exames de sangue, como o teste do "PSA" (sigla em inglês para antígeno prostático específico). Uma suspeita de câncer de próstata é confirmada ao se remover uma amostra da próstata (biópsia) e examinando-a pelo médico patologista.
Outros exames, como Tomografia Computadorizada e Cintilografia para os ossos, podem ser realizados para determinar se o câncer de próstata se espalhou.
O câncer de próstata pode ser tratado com cirurgia, radioterapia, terapia hormonal, ou alguma combinação destes. A idade e saúde do homem, assim como a extensão da dispersão das células, aparência sob análise microscópica e resposta do câncer ao tratamento inicial são importantes em determinar o desfecho da doença.
Já que o câncer de próstata é uma doença de homens idosos, muitos irão morrer de outras causas antes que uma lenta evolução do câncer de próstata possa se espalhar ou causar sintomas. Isso faz com que a escolha do tratamento a ser utilizado seja difícil. A decisão de tratar ou não um câncer de próstata localizado (um tumor que está contido no interior da próstata) com intenção de cura é um dilema entre os benefícios esperados e os possíveis efeitos danosos em relação à sobrevivência e qualidade de vida do paciente.



Hiperplasia


A hiperplasia benigna da próstata (HBP) ou hiperplasia prostática benigna (HPB) é uma condição médica caracterizada pelo aumento benigno da próstata que normalmente se inicia em homens com mais de 40 anos. Pode provocar estreitamento da uretra com dificuldade de micção.
É caracterizada por uma hiperplasia das células do estroma e do epitélio, resultando na formação de nódulos na região periuretral da próstata. Quando suficientemente largos, os nódulos comprimem o canal uretral causando obstrução parcial, ou às vezes completa, da uretra, desta maneira interferindo no fluxo normal da urina. Isso causa sintomas de hesitância urinária, polaciúria, aumento do risco de infecção do trato urinário e retenção urinária. Embora os níveis de antígeno prostático específico possam estar elevados nestes pacientes devido ao volume maior do órgão e inflamação devido às infecções do trato urinário, a hiperplasia prostática benigna não é considerada uma lesão pré-maligna.



Infecção


É uma inflamação ou infecção da próstata. A próstata produz sêmen, fluido que auxilia na nutrição e no transporte dos espermatozoides. A prostatite pode causar uma variedade de sintomas, como necessidade urgente e frequente de urinar, além de dor na região perineal ( entre a bolsa escrotal e o ânus) ou queimação durante a micção. É acompanhada de dor pélvica ou dos testículos.
A prostatite bacteriana aguda é acompanhada de febre, calafrios, sintomas parecidos com gripe, dor na próstata ou nos testículos, dor lombar, dor durante a ejaculação, dor ou queimação para urinar, urgência e frequência miccional. Este tipo de prostatite requer tratamento imediato. A prostatite bacteriana crônica tem sinais e sintomas de início mais arrastado que a anterior, que podem melhorar ou piorar durante o tempo. Os principais sintomas são: urgência; maior frequência miccional; dor no períneo;
A prostatite eleva o PSA e também dificulta a movimentação dos espermatozóides. Alguns hábitos podem prevenir a doença como: ingesta hídrica, limitar o uso de álcool, café e pimentas; urinar em intervalos regulares; e praticar atividade sexual regularmente.